Projeto “Caravana Teatral, da Amazônia ao Nordeste, de Juazeiro a Juazeiro - Vivência com o grupo Imbuaça em Aracaju - SE

O grupo Imbuaça, de Sergipe, recebeu em sua sede a Cia. Visse e Versa, pra um bate papo que envolveu a história do grupo e seus processos de pesquisa, formação e montagem de espetáculos.

"Fundado em 28 de agosto de 1977, o Grupo Imbuaça – nome que homenageia um artista popular, o embolador Mané Imbuaça – é fruto de oficinas realizadas em Aracaju, principalmente a de teatro de rua ministrada por Benvindo Siqueira a partir da sua experiência no “Teatro Livre da Bahia” em Salvador.

O primeiro espetáculo do grupo foi composto por dois textos da Literatura de Cordel adaptados por um dos seus fundadores, Antônio do Amaral e João Augusto, autor e diretor carioca radicado em Salvador. Com a entrada do ator Mariano Antônio Ferreira o espetáculo adquiriu nova feição, incorporando danças e músicas do folclore sergipano. A Literatura de Cordel sempre foi elemento fundamental para a construção da dramaturgia. Até hoje é um dos elementos que compõe a identidade do Imbuaça.

Reconhecido como uma Associação de Utilidade Pública Municipal, Estadual e pelo Conselho Estadual de Cultura, o grupo tem procurado ao longo da sua história criar um envolvimento com a comunidade do bairro Santo Antônio- local onde fica sua sede- e adjacências. Para tanto, no ano 2000 criou o Projeto Zabumbadores do Folclore realizando um grande cortejo de grupos folclóricos pelo referido bairro como também oficinas arte-educativas tendo como tema a cultura popular."


Fonte: http://www.imbuaca.com.br/








“Caravana Teatral, da Amazônia ao Nordeste, de Juazeiro a Juazeiro” - Aracaju - SE

Apresentação na Praça Fausto Cardoso - Aracaju - SE






Apresentação SESC Aracaju










“Caravana Teatral, da Amazônia ao Nordeste, de Juazeiro a Juazeiro” - Juazeiro - BA

Apresentação na Praça Central - Juazeiro - BA










Apresentação  no Terminal - Juazeiro - BA








Projeto “Caravana Teatral, da Amazônia ao Nordeste, de Juazeiro a Juazeiro - Vivência em Arcoverde - PE

A passagem da Cia Visse Versa por Arcoverde, rendeu uma série de encontros e vivências entre grupos de teatro, mestres de coco e maracatu. O grupo Tropa do Balacobaco com sede em uma antiga estação de trem, a qual foi ocupada por artistas, explanou sobre seu processo de trabalho e montagem, incluindo a demonstração de bonecos utilizados nos espetáculos do grupo e enfatizou que em sua pesquisa e dramaturgia são utilizadas lendas e contos da região. Em seguida a tropa levou a Cia Visse Versa ao museu Ivo Lopes onde fomos recebidos pela Mestra Severina Lopes, importante figura do coco de Arcoverde, pertencente ao grupo Samba de Coco Irmãs Lopes, precursores do coco de Arcoverde, família de brincantes com suas raízes fincadas na cidade desde 1916. Em continuidade aos encontros, conhecemos ainda a sonoridade forte e marcante do grupo Maracatu Porto Rico, que fez uma pequena demonstração do seu trabalho, o qual possui uma integração entre jovens e crianças. Fechando a programação de vivências, seguimos ainda para a casa de Mestre Cícero Gomes, do coco Trupé de Arcoverde, onde realizou-se uma animada roda de coco entre o grupo Visse Versa e o Coco de Trupé.

Tropa do Balacobaco

 




Museu Ivo Lopes







Maracatu Porto Rico

video


Coco de Trupé de Arcoverde - Mestre Cícero Gomes


video